Livros · Vídeos

Livros: Felicidade Clandestina e A Hora da Estrela (vídeo)

Clarice1

FELICIDADE CLANDESTINA
Autor: Clarice Lispector
Editora: Rocco
Ano: 1998 (original: 1971) pgs: 159
Gênero: Romance, Modernista

A HORA DA ESTRELA
Autor: Clarice Lispector
Editora: Rocco
Ano: 1998 (original: 1977) pgs: 87
Gênero: Romance, Modernista

Esse post está saindo muito atrasado, já que o vídeo foi ao ar já faz uns dias, mas o que conta é a intenção, não?
Fiz um vídeo um pouco longo falando sobre a minha experiência de leitura de duas obras da Clarice Lispector: Felicidade Clandestina e A Hora da Estrela. Ambas as leituras foram maravilhosas, duas das melhores de 2015, e já adianto que indico.
Pra saber mais do que eu achei, assiste ao vídeo:

Quero conversar aqui um pouco mais sobre o que ler Clarice me trouxe, porque realmente acredito que, dentro vários divisores de água na minha vida de leitora, esse foi um dos mais fortes.

Clarice foi uma mulher forte, que superou diversas adversidades na vida, e tinha uma essência poderosa. Vi algumas entrevistas dela antes de lê-la e somente ouvir aquela mulher falar já fazia crescer em mim uma inspiração e uma vontade inquietante de ler tudo que ela escreveu. Agora, depois de ter lido, quero ler ainda mais.

Clarice2

Algo que percebi logo de cara é como ela questiona muito a si mesma e a existência, mas não naquele tom de “ser ou não ser”, mas “o que somos, afinal?”. Até em seus contos mais curtos, ela conseguia criar personagens carregados de uma complexidade e tão vivos e palpáveis que é muito fácil vê-los como personagens reais. Falei isso na resenha e reitero: Clarice usa seus personagens como objeto de estudo. E isso é sensacional. Ela usa a si mesma e versões inventadas de si como personagem que ela analisa e se autoanalisa ao mesmo tempo. Com certeza essa foi a grande contribuição que ela trouxe pra mim, como aspirante a escritora. Mas não só. Como pessoa.

Clarice5

Em Felicidade Clandestina, por exemplo, temos um conto chamado Desastres de Sofia, onde a autora narra a história de uma menina que desafiava seu professor se comportando com petulância, porque acreditava que aquilo o salvaria. Nesse conto, vemos a Clarice adulta analisando a Clarice criança, porque é claramente uma experiência da autora. O que mais me encantou nesse uso de si mesma como personagem e objeto é que, mesmo que, mesmo sabendo que ali se trata de uma lembrança (fiel ou não), o tom do conto não é de autobiografia, mas de ficção. Isso se repete em todos os outros contos, onde percebemos a proximidade que aqueles personagens têm da autora, mas ao mesmo tempo distantes como objeto, e o quanto ela distribui a si mesma e seus pensamentos e reflexões entre eles. É um livro excelente para mergulhar e se apaixonar pela autora.

Clarice4

A Hora da Estrela é diferente, porque Macabéa não parece uma faceta de Clarice sendo analisada, ela parece uma personificação daquilo que Clarice sempre se questionou em seus escritos: o existir. Como disse no vídeo, esse livro é narrado por um escritor homem que conta a história de Macabéa sem saber se essa mulher existe, mas ao mesmo tempo ele não consegue tirá-la da cabeça, Macabéa o consome. Vemos uma narrativa pouco linear, onde autor intercala suas dúvidas e angústias com a história de Macabéa. Vemos uma personagem principal inerte e isso foi algo que me causou reações de indignação e tristeza, porque Macabéa às vezes sou eu (nós todos).
Algo que discuto no vídeo é a escolha da Clarice de usar esse livro para se despedir, pois o tom é inteiro de despedida (Clarice morreu no ano em que o livro foi escrito e publica). Não sei se foi proposital, mas se tratando de uma pessoa que carregava tanta genialidade dentro de si, acredito que sim. Só posso dizer que, mesmo que essa tenha sido uma das minhas primeiras empreitadas na leitura de Clarice, senti seu adeus e seu recado final de que o que somos será sempre um mistério para nós, e que devemos aprender a morrer e nascer diversas vezes durante a vida.

Clarice3

 

Nem preciso dizer que ambos os livros tiveram avaliação 5 xicaras(5/5), né?

LEIAM CLARICE!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s