Livros · Vídeos

Livro: A Menina Submersa (resenha + vídeo)

A menina submersa

Título: A Menina Submersa: memórias (The Drowning Girl: a memoir)
Autor: Caitlín R. Kiernan
editora: Darkside Books
páginas: 317
ano: 2014
Gênero: Fantasia

Paranormal ou esquizofrênica?

India Morgan Phelps, ou apenas Imp, seria uma garota solitária e comum, não fosse pelo histórico de esquizofrenia que corre nas veias da família e pelos eventos bizarros que a seguem desde o dia em que conheceu Eva Canning, uma garota que encontrou nua à beira da estrada e resolveu ajudar.

Por essa curta sinopse, o livro quase parece ter um enredo ligado a terror, como o daqueles filmes no qual a garota nua se revelaria um espírito buscando vingança por algo que acontecera em vida. No começo do livro, ele até mesmo dá a impressão de se desenrolar nessa direção, mas em A Menina Submersa: memórias, de Caitlín R. Kiernan, publicada no Brasil pela Darkside Books, os clichês e primeiras impressões somem logo nas primeiras páginas.

A menina submersa

O livro é escrito sob a perspectiva de Imp, em um formato criado propositalmente para parecer um diário de memórias e que se mistura com acontecimentos passados. No livro, Imp nos conta que sua mãe e sua avó eram esquizofrênicas e que ambas cometeram suicídio, e confessa seus temores de ter nascido com esse gene, que, aparentemente, é uma herança de família.

A narrativa se desenrola de uma forma lenta e confusa até mais ou menos a metade. Quando cheguei na metade do livro, para se ter ideia, ainda não sabia que rumo a história tomaria. Imp parece ter uma vida tranquila, com um emprego simples, uma herança que a ajuda a se manter e um amor pela arte. Vivendo em um apartamento com a namorada, Abalyn, Imp parece levar uma vida bem comum. Isso muda quando ela sai para um passeio de carro no fim da tarde e encontra uma garota nua e completamente encharcada à beira da estrada. Sem conseguir ignorar, Imp pára o carro e ajuda a garota, levando-a para seu apartamento e emprestando roupas secas.

A menina submersa

É nesse momento que a narrativa do livro fica incrivelmente confusa e atordoante – mais ainda. A impressão que temos é a de que a esquizofrenia de Imp é afetada após o encontro com a garota e, a partir desse momento, ela passa a não saber separar bem o que é alucinação e o que é realidade.

Avaliação: 4 xícaras

Apesar da trama confusa, a autora chegou muito bem ao ponto que pretendia, criando um livro diferente e gostoso de ler, que requer atenção e dedicação dobrada do leitor. Mais um ótimo título da Darkside Books para os leitores brasileiros!

E isso sem contar que a edição é maravilhosa! Sem dúvida, um dos – se não o mais – livro lindo da minha estante.

No vídeo, comentei um pouco mais sobre as minhas impressões e também mostrei o livro em detalhes.

A menina submersa

A menina submersa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s