Especiais · Filmes

Filme: Ela (resenha)

elaTítulo: Ela (Her)
Direção e roteiro: Spike Jonze;
elenco: Joaquin Phoenix, Scarlett Johansson, Rooney Mara, Amy Adams, Olivia Wilde;
Ano: 2013; duração: 126 minutos; país: Estados Unidos;
Gênero: Comédia dramática, ficção científica, romance.

“She’s not just a computer”

Quando estávamos dividindo os filmes para o Especial Oscar 2014 do blog, fiz questão de ficar com “Ela”. Me apaixonei pela sinopse, pelo gênero e pelo elenco e imaginei que seria o tipo de filme que eu amaria assistir… E errei.

Eu sempre fico com um pé atrás na hora de resenhar ou comentar algo do qual eu não gostei. Tenho um pouco de medo de ser mal interpretada e de que pensem que eu estou menosprezando um artista ou obra por conta da minha impressão sobre, então vou ser bem clara aqui antes de começar de fato a resenha: “Ela” é um filme bom, com uma temática diferente e uma abordagem diferenciada, mas uma obra que eu não gostei e vou explicar o porquê.

O filme segue o ponto de vista de seu protagonista, Theodore Twombly, um homem solitário que trabalha para uma empresa de escritores de cartas em um ambiente futurístico. Buscando ter alguma companhia para suprir a depressão na qual se afundou após o término de um  relacionamento, Theodore adquire uma novidade tecnológica: um sistema operacional com inteligência artificial chamado Samantha. Impressionado com a personalidade própria do S.O., o escritor se torna cada vez mais dependente dessa relação e os dois vivem um romance que desafia a barreira entre o orgânico e o mecânico, entre homem e máquina.

ela

A proposta do filme me instigou desde o começo. A forma como o diretor optou por dar início ao longa foi, na minha opinião, uma escolha muito feliz. A apresentação do ambiente já deixa o espectador ciente desde o começo de que a trama vai abordar tecnologia no futuro de uma forma sóbria, sem “forçar a barra”. Durante a primeira meia hora de filme, eu estava completamente imersa naquele universo. A relação delicada e encantadora que Spike Jonze  construiu entre Theodore e Samantha me lembrava duas séries de mangás que li quando era mais nova e que tratavam dessa relação mais íntima entre pessoas e máquinas com inteligência artificial. Mas se eu esperava me apaixonar pelo universo, como me apaixonei pelos universos de Chobits e A.I. Love You, eu posso dizer que me decepcionei e muito com o rumo que o filme tomou.

O roteiro, no começo, aponta para duas discussões fortes na trama: a relação cada vez mais estreita das pessoas com tecnologia e a possibilidade de um romance que foge a qualquer padrão. Com cenas longas, fotografia que não impressiona e diálogos melosos e subjetivos, o filme se torna maçante e a trama acaba se perdendo em suas duas propostas: além de ter uma conclusão fraca para o romance, desiste da discussão sobre tecnologia e acaba por deixá-la apenas como uma cortina para a relação de amor entre Theodore e Samantha, que se revela uma relação sem graça, melosa e cansativa depois de um tempo.

Com bom elenco (quase pirei quando vi a Rooney – aquela mulher maravilhosa – em cena e estou completamente apaixonada pela voz da Scarlett), boas interpretações e um tema incrível para lidar, o filme deixa a desejar com personagens sem brilho, diálogos enjoativos e uma discussão perdida. Comecei a assistir às 18 horas de um dia e só consegui terminar no dia seguinte, porque as cenas me deixavam completamente impaciente e entediada.

Avaliação: 3 xícaras(3 / 5)

Passei um bom tempo lendo comentários no Filmow e no Letterboxd e conversando com as pessoas e me supreendi ao notar que cada um parece ter tido uma impressão e uma opinião diferente sobre o filme. É uma trama bastante introspectiva e que deve agradar muito dependendo das vivências de cada um, mas que para mim não rolou.

O filme já conquistou alguns prêmios, entre eles o Globo de Ouro na categoria Melhor Roteiro, e está concorrendo ao Oscar em 5 categorias: melhor filme, melhor roteiro original, melhor trilha sonora original, melhor canção original e melhor direção de arte.

ela

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s