Filmes

Filme: Lovelace (resenha)

amanda-seyfried-lovelace-02-600

Título: Lovelace
Direção: Rob Epstein, Jeffrey Friedman
Roteiro: Andy Bellin
Elenco: Amanda Seyfried, Peter Sarsgaard, Sharon Stone, James Franco
Ano: 2013; duração: 93min; país: Estados Unidos

Did you see that? That is art!

Sábado à noite, eu resolvi ficar em casa sem fazer nada. Pesquisando atores e filmes, caí na página de filmografia da Amanda Seyfried e vi que ela havia feito um filme lançado esse ano chamado Lovelace. Eu sabia que conhecia aquele nome de algum lugar, e lendo sobre o filme eu percebi que se tratava do sobrenome do maior ícone da história da indústria pornográfica, protagonista do famosíssimo Garganta Profunda. E sim, fiquei muito interessada e resolvi assistir ao filme. Valeu perder a balada.

Linda Boreman (Amanda Seyfried) é uma jovem simples e sonhadora, que adora se divertir. Ela tem uma relação complicada com a mãe e não tem grandes ambições na vida. Ela conhece Chuck Traynor (Peter Sarsgaard), um homem romântico e divertido, que a conquista logo de cara. Eles se casam, e com ele ela aprende várias coisas relacionadas ao sexo que ela nunca pensou em fazer. Tudo vai muito bem, até que Chuck se vê sem dinheiro e quer achar uma maneira de ganhá-lo facilmente. É aí que ele pensa em Linda, e como ela é muito bem sucedida em tudo que faz durante o sexo. Assim, ele procura um grupo de produtores da indústria pornográfica (que na época é ainda muito independente) e apresenta o maior talento de Linda, a garganta profunda. Eles veem aquilo como uma oportunidade de fazer grande dinheiro e produzem o filme, que estoura nos cinemas e torna Linda – agora Linda Lovelace – o assunto do momento. Até aí, nada demais, é somente um filme que conta a história de um clássico do cinema. A questão toda é que a história não se resume nem um pouco a isso.

Essa é uma história real, o filme foi baseado nos depoimentos de Linda e em seu livro “Provação” feitos após ela largar a pornografia e se divorciar de Chuck Traynor. É mostrado claramente no filme todo o abuso que Linda sofria do marido, e o quanto ela tinha que se submeter a tudo que ele mandava – inclusive se prostituir. Conforme a narrativa vai acontecendo, o filme vai criando um caráter mais denso, o espectador tem a opressão da mulher e o machismo jogados na cara de uma maneira nada cuidadosa em cenas e diálogos de Linda com as pessoas, inclusive a mãe. Há cenas que dão verdadeiros tapas na cara, que mostram a opinião totalmente superficial e preconceituosa das pessoas em relação a quem ela era simplesmente pelo que havia feito. Isso foi o que me deixou mais encantada pelo filme.

Linda se mostra desde sempre como uma menina inocente, criada para acreditar e obedecer ao marido. A personalidade dela se transforma no filme, ela se deslumbra com o próprio sucesso da mesma maneira inocente que sempre foi, mas acaba percebendo a realidade de como é vista e sofrendo cada vez mais nas mãos do marido, se tornando uma mulher forte e decidida. E Amanda Seyfried passa isso perfeitamente em sua atuação, a personagem é totalmente comprável.

O filme se passa na década de 70, eu gostei muito dos cenários e do figurino, me parece muito condizente com como era na época. É até estranho pensar que ele foi lançado em 2013 por conta de todo o preparo de imagem e ambiente.

Avaliação: 4 xícaras(4/5)

É um filme muito bom, que trata de um assunto que ainda é tabu nos dias de hoje, e mostra a realidade da mulher das décadas passadas e que infelizmente ainda é realidade para muitas nos dias de hoje. Indico para quem quiser refletir.

Anúncios

4 comentários em “Filme: Lovelace (resenha)

  1. Vou guardar bem esse nome e baixar quando der. Parece super interessante isso de saber mais sobre os bastidores da indústria pornô da década de 70, com os tabus ainda mais marcantes do que são hoje em dia. Quero ver!

    1. É de se fazer uma reflexão sobre a pornografia daquela época depois de assistir esse filme. Eu fico pensando se as atrizes ainda são tratadas assim, queria saber o que mudou. Hm..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s