Livros

Livro: Dragões de Éter #1 – Caçadores de Bruxas (resenha)

Caçadores de BruxasDragões de Éter #1
Título: Caçadores de Bruxas
Autor: Raphael Draccon
Editora: Leya
Páginas: 438
Ano: 2010 (originalmente publicado em 2007 pela Planeta)
Gênero: Fantasia

Bruxas, príncipes e piratas

Quando comecei a ser apresentada a trabalhos de escritores nacionais de literatura fantástica, o nome de Raphael Draccon foi um dos primeiros que ouvi. A trilogia Dragões de Éter me chamava muito a atenção em livrarias e eu sempre me prometia que ia comprar o box, mas fui adiando até o momento em que a Leya republicou os livros com ilustrações de capa de Marc Simonetti (falei sobre ele e suas ilustrações neste post). Aí não teve jeito. Comprei e me apaixonei de cara pelo visual dos livros. E agora também posso dizer que me apaixonei pelo conteúdo, pelo menos do primeiro livro da série, Caçadores de Bruxas.

A história se passa em um mundo diferente, chamado Nova Ether, um lugar onde a existência não é material, mas sim etérea. Em Nova Ether, somos levados ao reino de Arzallum e sua capital, a cidade de Andreanne. O reino é comandado por Primo Branford, um plebeu que liderou a caçada às bruxas e se tornou um Rei – sim, com “R” maiúsculo! – e um herói nacional. Arzallum era um reino tranquilo até que o capitão Jamil Coração-de-Crocodilo e seus piratas invadem o porto de Andreanna. O que poderiam esses piratas querer em Arzallum? Poder, riquezas ou algo muito mais perigoso e esquecido?

Caçadores de Bruxas

Antes de comprar os livros, tinha passado algum tempo olhando resenhas e classificações de Caçadores de Bruxas no Skoob e fiquei curiosa quando vi que muita gente parecia amar o livro, mas um número igualmente grande destilava críticas sobre a escrita de Raphael Draccon. Como eu não sou muito fã de coisas unânimes, achei que valia arriscar uma chance do livro me impressionar. E ele conseguiu.

Você já ouviu histórias diretamente da boca de um bardo? Em Caçadores de Bruxas, a sensação que se tem com a narração é a de que estamos sentados à mesa de uma taberna e tomando uma caneca de cerveja na companhia de um desses lendários contadores de histórias. Com uma narração extremamente fluida e interativa, Raphael Draccon não tem dificuldade em nos levar diretamente para um universo onde os contos de fadas criam vida novamente. Isso porque alguns dos habitantes de Nova Ether são novas versões de personagens como Chapeuzinho Vermelho, João e Maria, Capitão Gancho e por aí vai. O enredo é dividido em três atos, que marcam as mudanças do andamento da história. O primeiro é mais voltado à descrição de Andreanne e dos personagens principais, já nos outros dois, a história realmente caminha “a galope”.

Caçadores de Bruxas

Lançado em 2007, o livro surgiu antes da avalanche de seriados que fazem menção aos contos de fadas e cria um universo utópico e surreal, mas, ao mesmo tempo, incrivelmente palpável, como uma versão atual de um conto de fadas, repleto de personagens atuais vivendo conflitos atuais em um mundo criado sobre forte influência de referências pop.

O que mais gostei em Caçadores de Bruxas foram os personagens, em especial Snail Galford, um pirata novato que passa longe de ser um herói tradicional, mas que é muito apaixonante justamente por isso; e os príncipes Axel e Anísio Branford, esses sim os grandes “mocinhos” do enredo – Raphael Draccon me fez amar personagens “perfeitos”, gente. E se isso não é amor, eu não sei o que seria.

Caçadores de Bruxas

Eu queria muito poder terminar a resenha falando da diagramação interna, que é impecável e muito bem feita, e da presença do mapa de Nova Ether, que me ajudou muito a compreender a geografia do lugar, mas eu me sinto obrigada a comentar algo que me frustrou muito no livro: a revisão. Sério. A revisão deixou passar tantos erros gritantes (principalmente no começo do livro), que eu, por algum tempo, me recusei a acreditar que ela tivesse sido feita mesmo. O livro é tão lindo, tão especial e tem tanto potencial para conquistar uma legião de leitores que ver isso tudo ser diminuído por conta de uma revisão mal feita me deixou muito nervosa. Deviam arrumar isso para a próxima edição, com certeza!

Caçadores de Bruxas

Avaliação: 4 xícaras

Recomendo! Caçadores de Bruxas é um livro que deveria ser lido por todo mundo que sempre se perguntou o que teria acontecido com os personagens de seus contos de fadas preferidos depois que a história acabou. Estou muito ansiosa para ler Corações de Neve, o próximo título da série.

Caçadores de Bruxas

Quer provar um pedacinho?

“Por isso, não devemos mesmo estranhar que uma plebeia tenha chegado correndo, após escurecer, no Majestade, sorrindo o maior de todos os sorrisos. E nem que lá estivesse um príncipe, e por muito mais de dez minutos tivesse permanecido, pois todo homem sabe que uma mulher que valha a pena esperar demora mesmo mais do que o pretendido para se apresentar. Pois ele abriu também um sorriso, se não o maior do mundo, um daqueles que apenas os príncipes sabem sorrir, assim como todo homem que relembra o quanto vale a pena o tempo a mais de espera pela chegada de uma bela mulher.” (p. 106)

“A explosão de madeira e de carne em uma sequência cadenciada de sons que estouravam tímpanos! De um segundo a outro, corpos e mais corpos foram arremessados para o nada e explodiram junto com bombas ensurdecedoras, sem entender direito o que acontecia. Gritos ecoaram e morreram na mesma velocidade, e de repente tudo o que antes era vida em instantes não era mais. E tudo que era ideia e estava sendo preparado para se tornar real permaneceu etéreo.” (p. 285)

Caçadores de Bruxas

Anúncios

3 comentários em “Livro: Dragões de Éter #1 – Caçadores de Bruxas (resenha)

  1. Eu já disse pra você que imaginava a história totalmente diferente e que estou morrendo de vontade de ler esse livro, está entre os primeiros da minha wishlist!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s