Filmes

Filme: Abracadabra (resenha)

Hocus-Pocus

Título: Abracadabra (Hocus Pocus)
Direção: Kenny Ortega
Elenco: Bette Midler, Sarah Jessica Parker, Kathy Najimy, Omri Katz
ano: 1993; duração: 96 minutos; país: Estados Unidos

This is only a bunch of hocus pocus

Considerei vários e vários filmes pra fazer a minha resenha pra semaa especial das crianças aqui no blog. Matilda, Lagoa Azul, vários desenhos Disney que marcaram a minha infância, mas acabei optando por Abracadabra, porque foi um filme que sempre me encantou e me arrancou várias risadas; e também porque eu aproveitei que é outubro e mês de Halloween e eu duvido que você não encontre o filme passando em algum canal, sendo seguido por O Estranho Mundo de Jack (The Nightmare Before Christmas) e Halloweentown.

As irmãs Sanderson Winifred (Bette Midler), Sarah (Sarah Jessica Parker) e Mary (Kathy Najimy) são bruxas e assombram a cidade de Salem, capturam crianças para se manterem sempre jovens, sugando a vida delas. A irmã de Thackery Binx (Sean Murray), Emily, é atraída para o covil das irmãs Sanderson e ele vai atrás para salvá-la. O garoto não consegue salvar a irmã e é amaldiçoado por Winifred, torna-se um gato preto fadado a viver por toda a eternidade com a culpa de não ter conseguido salvar a irmã. Nessa mesma noite, os cidadãos de Salem vão até a casa das bruxas e elas são condenadas à morrerem enforcadas, mas Winifred, antes de morrer, lança outra maldição sobre ela e as irmãs que se uma virgem acendesse a vela de chama negra, numa noite de lua cheia, naquele mesmo dia no futuro, elas voltariam dos mortos.

De fato um virgem acende a vela de chama negra num Halloween com lua cheia, porém o virgem é Max Dennison (Omri Katz), adolescente que acabou de se mudar de Los Angeles para Salem e que é totalmente cético quanto às lendas sobre bruxas e outras coisas sobrenaturais. Bem… Pelo menos não até presenciar o retorno das irmãs Sanderson.

Há pontos dignos de nota no filme, entre eles a atuação fantástica e engraçadíssima de Bette Midler (não que isso seja realmente novidade) como Winifred Sanderson, principalmente na cena na qual canta I Put a Spell on You (coloquei o link ali em baixo pra vocês assistirem). Sarah Jessica Parker também tem uma atuação digna de nota – na minha opinião, a única atuação digna de nota da carreira dela (desculpas aos fãs) – como a irmã desmiolada.

O enredo do filme é simples, bem como os efeitos, mas, como uma criança que esperava torcendo com todas as figas pro filme passar ou na Sessão da Tarde ou no Cinema em Casa, e como uma quase adulta que ainda espera estar zapeando canais e encontrar o filme passando, digo que, caso você nunca tenha assistido Abracadabra, que perca uma horinha e meia do seu dia pra assistir.

Avaliação:  4 xícaras (4/5 xícaras)

OBS: Reassisti ao filme para poder escrever a resenha e tive um ataque de fofura quando reparei quem é o Binx. Para fãs de NCIS, como eu, sim, gente, é o McGee! Achei puro amor aquela carinha de criança e o cabelo comprido! DiNozzo com certeza deu risada disso aí.

I Put a Spell on You, Bette Midler (vale a lembrança de que a música não é dela, mas a performance é uma das melhores)

Anúncios

2 comentários em “Filme: Abracadabra (resenha)

  1. Você vai se surpreender com isso: EU JÁ ASSISTI!!! Pois é, e mais de uma vez. Não que seja realmente difícil alguém ter assistido a esse filme mais de uma vez, porque, de fato, ele passa todo ano na Sessão da Tarde, mas, enfim, você sabe o quanto é difícil eu ter assistido a um filme, mais de uma vez então…

    Mas agora eu vou acabar com a boa imagem que eu acabei de construir e dizer que eu, como a criança debilóide que era, tinha pavor desse filme e só assistia porque a TV ficava ligada e não tinha outra opção. Sempre fui vergonhosamente medrosa.

    Como não assisto ao filme há muito tempo, não consigo lembrar de muitos detalhes (principalmente pelo meu cérebro cagão ter bloqueado muitas partes) pra comentar, mas sei que, de fato, algumas cenas eram muito boas e amenizavam a minha tensão. Taí, mais um filme pra rever, aproveitando essa semana das crianças. Esperamos que o medo todo tenha passado, né? HAHAHAHAHAHA
    Adorei a indicação.

  2. Nossa, esse filme <3 acho que faz parte da infância de todo mundo, mas é tão, tão bom que dá pra assistir 349583409580 vezes sem enjoar. Eu assisto toda vez que passa, sem dúvida HAHAH E a versão de I Put A Spell On You da Bette Midler realmente é sensacional.

    Adorei a resenha *-* me deu vontade de assistir de novo, sigh.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s